14/03/2024 às 21h52min - Atualizada em 14/03/2024 às 21h52min

Prefeitura de Maceió destina mais de meio milhão por dia para publicidade

Para compreender a magnitude desse investimento, Maceió ultrapassou pela primeira vez todo o estado de Alagoas em despesas com publicidade.

Redação
Por Agência de Notícias
Reprodução
O prefeito de Maceió, João Henrique Caldas, conhecido como JHC (PL), está sob críticas intensas devido aos exorbitantes gastos com propaganda. Os números impressionam: em 2023, a Secretaria de Comunicação do município registrou despesas astronômicas de R$ 73 milhões, tornando-se o maior orçamento da história da gestão pública local e ultrapassando, proporcionalmente, todos os demais gastos com publicidade entre as capitais brasileiras.

Para se ter uma dimensão do tamanho desse gasto, Maceió superou pela primeira vez o próprio estado de Alagoas em investimentos publicitários. Em 2023, o governo estadual destinou 30% menos recursos para essa área do que a prefeitura da capital. E a discrepância fica ainda mais evidente ao comparar os orçamentos: enquanto o governo alagoano prevê uma receita de R$ 21 bilhões para 2024, Maceió estima uma receita de apenas R$ 5 bilhões. 

Essa disparidade é ainda mais acentuada quando analisamos os percentuais destinados à publicidade: enquanto o governo de Alagoas investiu cerca de 0,3% do seu orçamento, Maceió destinou 1,7%, o que representa cinco vezes mais. E em 2024, a prefeitura da capital já caminha para bater o próprio recorde de gastos com propaganda. Apenas nos primeiros 13 dias de março, foram desembolsados R$ 7,05 milhões pela Secretaria de Comunicação, o que equivale a mais de meio milhão de reais por dia.

É importante ressaltar que esses pagamentos são frequentemente fracionados em pequenos valores, totalizando 138 registros em apenas 13 dias, com uma média de 15 processos por dia útil. O ex-deputado estadual Davi Maia, coordenador da campanha de JHC em 2020, hoje se tornou um crítico ferrenho da gestão. Ele aponta que esses gastos com publicidade são quatro vezes maiores do que os do governo estadual, e questiona a falta de fiscalização do Ministério Público Estadual.

 

“Os liberais, os conservadores, a direita e os bolsonaristas sempre criticaram os gastos do governo com publicidade, interessante que ninguém nunca olhou os gastos do JHC. Só em comparação já gastou 4x mais que o governo de Alagoas. Está na hora do MPEAL observar isso”, afirmou Maia no X, antigo Twitter.


Esses altos investimentos em publicidade levantam questões sobre as prioridades da gestão municipal, especialmente quando comparados aos investimentos em áreas essenciais como saúde e educação. Enquanto a prefeitura "torra" meio milhão por dia em propagandas, poderia estar destinando esses recursos para a manutenção de unidades de saúde, como a recentemente inaugurada UPA da Santa Lúcia, cujo contrato de manutenção é de apenas R$ 1,5 milhão por mês. O gasto diário para manter uma UPA é de pouco mais de R$ 50 mil. Na prática, com o valor gasto em propagadanda Maceió poderia pagar pelo funcionamento de 10 UPAs.
 
 
  
 
 
 
 
 
 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://vitalnews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp