11/11/2023 às 10h59min - Atualizada em 11/11/2023 às 10h59min

Maceió Exige Transparência nos R$ 1,7 Bilhões da Braskem

A pressão sobre o Prefeito JHC aumenta diante de contratações suspeitas e da ausência de prestação de contas

Por Assessoria
Foto: Montagem/Reprodução
Em meio a uma série de questionamentos sobre a gestão dos R$ 1,7 bilhões de reais provenientes da indenização paga pela empresa Braskem à Prefeitura de Maceió, surgem preocupações crescentes quanto à falta de transparência e prestação de contas. O vereador Joãozinho e seu colega Kelmann Vieira manifestam apreensão diante das práticas da administração municipal, alegando contratações de empresas de outros estados sem licitação e aquisições de terrenos sem a devida transparência.

A ausência de diálogo com a Casa do Legislativo Municipal e a sociedade tem gerado inquietação entre os representantes políticos e a população maceioense. Em um comunicado conjunto, Joãozinho e Kelmann Vieira afirmam que estão examinando minuciosamente as documentações disponíveis para, em breve, apresentar à sociedade um panorama claro das movimentações financeiras e imobiliárias realizadas pela Prefeitura.

O vereador Joãozinho expressa sua tristeza diante do que ele descreve como uma falta de prestação de contas do prefeito JHC em relação ao destino dos recursos da Braskem. O político enfatiza que a população de Maceió merece explicações detalhadas sobre como o montante está sendo aplicado, especialmente as famílias vítimas que residiam nos bairros afetados pelo afundamento de solo.

A falta de acesso ao Fundo de Amparo às vítimas da Braskem, mencionado mas ainda inacessível para muitos, torna a situação mais crítica. Joãozinho e Kelmann Vieira estão unindo esforços para chamar a atenção da sociedade e exigir transparência na administração dos recursos destinados à reparação dos danos causados pela Braskem em Maceió.

Diante das preocupações legítimas da sociedade maceioense, a pressão sobre o prefeito JHC intensifica-se, com a expectativa de esclarecimentos concretos e a prestação de contas necessária para restaurar a confiança e garantir que a administração dos recursos seja feita de maneira responsável e em benefício da comunidade afetada.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://vitalnews.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp